cienciahoje
cienciahoje:

Arte visceral
Nos tempos em que tirar foto de si mesmo (selfie) virou febre, não é difícil de acreditar que alguém tenha levado a ideia mais a fundo, especificamente até o sistema digestivo. Dois designers ingleses, Luke Evans e Josh Lake, resolveram engolir filmes fotográficos de 35mm para ver o efeito que seus sucos gástricos teriam sobre a película. Tudo em nome da arte.

Para evitar que os filmes machucassem o tubo digestivo, os artistas os enrolaram individualmente e os encapsularam com um material que protegia contra cortes e deixava passar os ácidos estomacais. Foram esses ácidos que interagiram com a camada de prata dos filmes fotográficos e geraram as imagens deste post.

Na verdade, não se trata de fotografia, pois não envolve luz. O que os artistas fizeram foi analisar o efeito do ácido estomacal nos filmes com ajuda de um microscópio. As imagens captadas pelo aparelho foram impressas em preto e branco e ampliadas.
 
Você está se perguntando como esses filmes foram retirados do estômago dos artistas? Sim, foi um processo natural. As cápsulas foram recuperadas nas fezes.
Os quadros foram exibidos em uma exposição em Londres em 2012. 
Leia mais novidades sobre arte e ciência na página da Ciência Hoje On-line.

cienciahoje:

Arte visceral

Nos tempos em que tirar foto de si mesmo (selfie) virou febre, não é difícil de acreditar que alguém tenha levado a ideia mais a fundo, especificamente até o sistema digestivo. Dois designers ingleses, Luke Evans e Josh Lake, resolveram engolir filmes fotográficos de 35mm para ver o efeito que seus sucos gástricos teriam sobre a película. Tudo em nome da arte.

Para evitar que os filmes machucassem o tubo digestivo, os artistas os enrolaram individualmente e os encapsularam com um material que protegia contra cortes e deixava passar os ácidos estomacais. Foram esses ácidos que interagiram com a camada de prata dos filmes fotográficos e geraram as imagens deste post.

Na verdade, não se trata de fotografia, pois não envolve luz. O que os artistas fizeram foi analisar o efeito do ácido estomacal nos filmes com ajuda de um microscópio. As imagens captadas pelo aparelho foram impressas em preto e branco e ampliadas.

 

Você está se perguntando como esses filmes foram retirados do estômago dos artistas? Sim, foi um processo natural. As cápsulas foram recuperadas nas fezes.

Os quadros foram exibidos em uma exposição em Londres em 2012. 

Leia mais novidades sobre arte e ciência na página da Ciência Hoje On-line.

josephsubmarine

josephsubmarine:

Ten new pen sketches in the SubSubShop.

All of these sketches were drawn with a set of Pilot Hi-Tec-C pens. The ink *usually* flows well and the colors are bright (and hard to scan perfectly :/ ). The confidence of the ink flow and the boldness of the colors kept my hand moving on the page and reignited a mark-making thrill in me for a bit.

Most of these sketches were drawn in a blank book/calendar/catalog that I acquired from L’employe du Moi. The cover image is by Sacha Goerg. A couple of the pages were lined, some had a dot grid and others are blank. One page has a calendar on the back (no extra charge). The staples were removed from the book and the page spreads were (carefully) torn in half.